Eventos e Ações  Smart Rural Contest - Concurso de ideias de negócio


As duas edições do Smart Rural Contest tiveram como objetivo promover e apoiar o aparecimento de ideias de negócio destinadas à criação de novos projetos empresariais a sediar - fisicamente ou virtualmente - no HIESE, em Penela.



1ª Edição


A EcoXperience venceu o 1.º prémio (5.000€ em consultoria, missões ou material informático e concessão de espaço de incubação no HIESE durante 12 meses) com um projeto de valorização ambiental que oferece a famílias e empresas a possibilidade de transformar resíduos em produtos úteis no dia-a-dia. Atualmente a EcoXperience comercializa um kit educativo (Soapy) que permite a crianças e adultos transformar o óleo alimentar usado em sabão líquido dermatologicamente testado e 100% biodegradável. No futuro próximo a empresa irá também disponibilizar produtos dirigidos ao sector industrial e profissional baseados na reutilização de óleos alimentares usados e outros desperdícios domésticos e industriais.


O 2.º prémio foi atribuído à Smart Composite Solutions (3.000€ em consultoria, missões ou material informático e concessão de espaço de incubação no HIESE durante seis meses), que tem um material tecnológico inteligente impermeável ao líquido mas permeável ao ar e que, numa primeira fase, vai ser aplicado na construção de cubas para armazenamento de vinho. Este material permite colmatar as lacunas existentes na utilização das cubas de inox pela ausência de microoxigenação natural, um fator fulcral na qualidade do vinho durante a vinificação, estágio e envelhecimento.


A NHAMi I Innovate Artisan Food, que arrecadou o 3.º prémio (2.000€ em consultoria, missões ou material informático e concessão de espaço de incubação no HIESE durante seis meses), pretende reinventar os sabores tradicionais do nosso país, trazendo-lhes novos sabores, novas aplicações e novos apreciadores. A NHAMi apresenta ao consumidor mais exigente e global o casamento perfeito entre tradição e inovação em produtos totalmente portugueses oriundos de pequenos produtores locais e artesanais em preciosa cooperação com os mais distintos Chef´s.


Foram ainda atribuídas menções honrosas aos projetos Toal Ecobebidas e Phyen que incluem seis meses de incubação gratuita (em modalidade física ou virtual) no HIESE.



2ª Edição


O projeto Reddish venceu o 1.º prémio com um projeto que tem como objetivo a depuração e valorização comercial do lagostim vermelho como estratégia de controlo e erradicação desta espécie invasora em importantes bacias hidrográficas nacionais. Contudo, o lagostim pode representar um valor acrescentado na restauração, apreciado em países como Espanha e França, bem como por nomes conceituados na cozinha gourmet em Portugal. A sua pouca notoriedade deve-se ao facto de requerer uma depuração eficiente, no sentido de garantir uma qualidade organolética consistente e de estar livre de agentes que causem dissabores na saúde pública.


O 2.º prémio foi atribuído ao projeto Toal, que pretende transformar subprodutos das indústrias de queijo e hortofrutícola em alimentos saudáveis e nutritivos, mais concretamente em duas ecobebidas totalmente naturais, sem corantes nem conservantes. A confeção destes produtos assenta na utilização do soro excedente do fabrico de queijo, um subproduto bastante poluente, e de morangos que não têm calibre suficiente para venda ao consumidor final, combatendo-se o desperdício alimentar.


A BugLife arrecadou o 3.º prémio com um projeto de produção do grilo doméstico e do bicho da farinha, recorrendo a processos inovadores desenvolvidos tecnologicamente pelos seus promotores.
Os insetos podem ser eficientemente aplicados na alimentação para animais de companhia, na composição de alimentos compostos para animais de produção e sobretudo para aquacultura, onde o seu alto teor proteico e aminoácidos essenciais são extremamente valorizados.
Considerando que a procura mundial de proteína animal e o seu preço irão continuar a aumentar, essencialmente devido ao aumento da população mundial, escassez de solo arável e sustentabilidade do planeta, os insetos são a classe do reino animal e vegetal que melhor podem contribuir para a continuidade da oferta de uma fonte proteica eficaz e viável, a nível mundial.


Foi ainda atribuída uma menção honrosa ao projeto S&DG, que se centra na utilização de postos de abastecimento de gás natural veicular em estações de armazenamento de ar comprimido.